Terno de luxo tem até pó de diamante

Terno de luxo tem até pó de diamante

 

terno_saraiva

Grifes europeias tentam ganhar aura de produto de luxo em países emergentes

TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Combinação. Saraiva, do Habib’s: dez ternos novos por ano e 170 combinações de ‘looks’

Olhando bem de perto, o tecido da Scabal para ternos com pó de diamante não chega exatamente a brilhar. A opção com aroma de orquídea cheira a nada. No mundo dos ternos de luxo, no entanto, o que importa não é exatamente o ser, mas parecer, explica Olivier Vander Slock, diretor de vendas da Scabal, marca belga que ganhou fama por sua fábrica de tecidos exclusivos e pela loja na Savile Row, em Londres. À medida que se expande para mercados emergentes, como o Brasil, a marca não pode só oferecer costumes sob medida perfeitamente cortados. Precisa ganhar ares de produto de luxo.

A Scabal – que é considerada referência em tecidos para roupas masculinas, ao lado da britânica Dormeuil e da italiana Loro Piana – oferece nada menos do que 4 mil opções de tecidos para deixar o homem mais confortável. Na Europa, explica Vander Slock, um terno sai por cerca de A 1,3 mil (cerca de R$ 4 mil). Os impostos de importação fazem o mesmo terno custar aqui R$ 8 mil. Isso para o produto feito na Alemanha, considerado “standard”. Para os conjuntos italianos – chamados de número 12 -, o preço mínimo ficará em R$ 14 mil. As medidas dos clientes brasileiros são enviadas à unidade europeia escolhida. A espera mínima é de cinco semanas. Para emergências, há um serviço “express” – cobrado à parte.

No Brasil, a Scabal é representada pelo alfaiate Vasco Vasconcellos, que já passou pelas lojas Brooksfield e pela Camargo Alfaiataria. Segundo o diretor da Scabal, a associação com alfaiates locais é essencial: são eles, afinal, que desenvolvem relações de longo prazo com os clientes. São eles também que vão convencer e orientar empresários, artistas e políticos endinheirados a gastar um pouco – ou muito – mais por uma pitada e sofisticação. O trabalho do alfaiate começa bem antes da fita métrica e dos alfinetes.

No caso de Vasconcellos, muitas vezes, chega a ser consultoria de moda. É como ele trabalha, por exemplo, com o fundador e presidente da rede de fast-food Habib’s, Alberto Saraiva. O empresário, que fatura R$ 2 bilhões anualmente, confecciona cerca de dez ternos por ano – toda vez que manda fazer uma nova coleção, distribui o lote antigo a funcionários.

Para que Saraiva faça o melhor uso das roupas que tem – e são muitas -, Vasconcellos desenvolveu um guia de 170 combinações. O empresário conta que, todos os dias, sua empregada separa três “looks”. “Eu escolho um dos que estão pendurados no closet e saio para trabalhar”, conta.

Saraiva, 62 anos, conta que dispensa as “firulas”, como o acabamento com fio de ouro, mas gosta que os modelos sejam confeccionados para mostrar bem sua coleção de relógios. “Para o Alberto, faço sempre cinco botões em cada manga. Na mão do relógio, sempre deixamos dois abertos. Assim aparece”, explica o alfaiate.

Aprendizado. Antes de abrir a própria alfaiataria, no início deste ano, Vasconcellos trabalhava para a Camargo, de João Camargo. Com duas lojas em São Paulo e uma prestes a ser reaberta em Brasília, Camargo veste empresários como Maurício de Sousa – que já até desfilou para a marca – e o fundador da CVC, Guilherme Paulus.

Embora um alfaiate tente adaptar a roupa a qualquer corpo, Camargo diz que o cliente pode ajudar no caimento da conjunto – especialmente no caso de casamentos, um de seus principais mercados. “Não dá para mentir. Uma roupa cai melhor em um corpo magro”, diz o alfaiate. “Teve um caso de um noivo que perdeu 3,5 quilos uma semana antes do casamento. O terno ficou perfeito.” Como a fabricação de Camargo é própria, seus costumes sob medida custam a partir de R$ 5 mil; mas o tecido super 180, o preferido de muitos empresários, sai por cerca de R$ 25 mil.

Enquanto Vasconcellos foi funcionário de Camargo, Camargo trabalhou para uma das referências em moda masculina no País, o estilista Ricardo Almeida. Hoje, o terno sob medida representa uma parte menor do negócio – que tem 12 lojas -, mas o estilista, que já deu consultoria de moda ao senador Aécio Neves e ao ex-presidente Lula, não abandonou por completo o costume personalizado.

“Faço um terno sob medida a partir de R$ 4 mil. É a vantagem de produzir em escala, dá para fazer mais barato”, diz o estilista. No entanto, se o cliente exigir que o próprio Ricardo Almeida tire as medidas, ele avisa que o preço combinado é automaticamente dobrado.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Deixe seu comentário

Sobre

A Academia Brasileira de Marketing é uma iniciativa e propriedade intelectual do Madiamundomarketing, idealizada no final dos anos 90, e institucionalizada em março de 2004.

Parceiro

ABRAMARK

ABRAMARK
Drug Synthroid Online (Levothyroxine) is used for treating low thyroid hormone levels and certain types of goiters. Abilify (Aripiprazole) is used for treating agitation caused by schizophrenia or bipolar disorder, depression. Click to see full text here:
Acquistare Cialis here.
>