PROPMARK ganha novo formato

PROPMARK ganha novo formato

por Bárbara Barbosa

PropmarkAlê Oliveira

Mudança assinada pela Africa faz parte das comemorações pelos 50 anos do jornalEm 50 anos, de fato, muita coisa pode acontecer. Em maio deste ano, o PROPMARK completou seu meio século de existência e comprovou esta afirmação ao listar 50 inovações que marcaram o período, em uma edição especial e comemorativa pelo aniversário. Agora, neste exemplar, o leitor novamente é convidado a comemorar e celebrar mais uma inovação, essa bem particular e esperada: um novo jornal, mais moderno e prático, para continuar a reunir, semanalmente, as principais notícias do mercado. Com projeto gráfico assinado pela agência Africa, esta edição marca o início do PROPMARK em formato tabloide, papel couché e com novas seções para a distribuição de um conteúdo pioneiro.

Comandado pelo copresidente e diretor-geral de criação da Africa, Sergio Gordilho, o projeto leva a uma melhor experiência de leitura, proporcionada principalmente pela arrojada mudança de formato – a primeira na história do jornal, que até então seguia no estilo standard.

“Primeiro, foi uma grande honra quando o Armando (Ferrentini) e o Marcello (Queiroz) nos convidaram para fazer o projeto, porque o PROPMARK é nossa grande referência, nossa Bíblia da publicidade. Quando fomos discutir o projeto, pensamos em uma nova dinâmica de leitura e achamos que diminuir o formato ajudaria a dar mais peso às matérias. A publicidade, hoje, está passando por tantas grandes revoluções. E o jornal tem de ser pautado por isso. Ele precisa ser hábil a acompanhar esse ritmo e a dar relevância a essas mudanças. Esse formato novo ajuda, quando tiver um assunto que é muito relevante, a concentrá-lo em uma página, ou uma página dupla, sem misturar com outros assuntos.

Africa: mudança acompanha o movimento do mercado, deixando o jornal mais leve e a leitura mais agradável
O leitor ganha com a facilidade de leitura, com uma tipologia melhor, com a diferença no manuseio do papel. E as notícias ganham porque começam a ser separadas por assunto. A mudança, além de muito corajosa, representa uma grande vantagem para o leitor e para a indústria”, comenta Gordilho, que trouxe para a execução do projeto o diretor de arte Marcos Marques. “Ele fez a organização do ponto de vista de leitura, tipologia, com a mudança de diagramação. Entrei com a concepção, a ideia, e ele colocou na prática isso tudo. Aqui na agência fomos os arquitetos e decoradores do projeto e o Marques foi nosso engenheiro”, detalha.

Outras mudanças importantes no jornal são o logotipo, que agora aparece todo em caixa alta para ressaltar a força e o peso da marca, a presença de ícones para identificar as seções e a capa com menos texto.

“A gente deixou a marca PROPMARK mais leve agora. O projeto usa uma fonte mais condensada, mantendo as cores e deixando o logo em caixa alta para dar um pouco mais de peso. A capa a gente limpou: vamos com uma imagem grande e duas ou três imagens menores, sem contar tudo o que está dentro do jornal em uma capa. É um jornal com mais presença de branco. Estudamos e fomos atrás de muita coisa que está acontecendo lá fora para fazer o projeto e acho que chegamos em um formato excelente”, reforça Bruno Valença, diretor de criação de design da Africa. Na redação do PROPMARK, o responsável pela implementação do projeto segue sendo o editor de arte do jornal, Adunias Bispo da Luz.

Conteúdo
Do ponto de vista editorial, o conteúdo acompanha a mudança gráfica com a implantação de novas seções e a valorização das imagens. “O conteúdo vai ficar naturalmente impactado pelo novo visual, principalmente no aspecto iconográfico e na dimensão das imagens. Conceitualmente, PROPMARK vai manter a mesma dinâmica jornalística que consolidou uma história de 50 anos marcada por agilidade e credibilidade. Com o novo projeto, a proposta é tornar a notícia ainda mais forte e mais atraente. Entre as novidades que abrangem o conteúdo, há uma seção chamada ‘Ideias’ para mostrar a diversidade de expressões envolvendo o marketing que não está necessariamente nos formatos de mídia, e também a ‘Inspiração’, que tem uma proposta de entrar no radar de profissionais das mais diversas áreas do mercado para que possam contar um pouco sobre o que de fato funciona como inspiração para eles”, ressalta Marcello Queiroz, diretor de redação do PROPMARK

A editora do jornal, Neusa Spaulucci, reforça a presença de mais conteúdo analítico nas edições. “Há muito tempo a direção do PROPMARK vinha conversando sobre a reformulação do jornal, pois o mercado exigia um veículo mais moderno, condizente com a evolução e a revolução do mercado editorial como um todo. O novo projeto vai proporcionar uma experiência mais prazerosa de leitura, pois, além do visual, a edição pretende implementar mais conteúdo analítico, sem deixar de lado, no entanto, o factual, a notícia quente, de última hora, uma forte característica do nosso jornal”, diz.

Mudança é a maior em 50 anos

“O jornal sempre mudou. Começou como uma coluna, criada para provocar polêmica e atrair atenção do público editorial da época. Essa coluna logo virou uma página, duas e de repente tínhamos quatro, tudo numa progressão. Até que um dia virou caderno”, lembra Armando Ferrentini, diretor-presidente da Editora Referência, que edita o PROPMARK, passando pela história do jornal que começou como a coluna Asteriscos (inicialmente chamada de Asterístico), há 50 anos, no antigo Diário Popular, hoje Diário de S.Paulo.

Em 50 anos de história, PROPMARK passou por algumas mudanças gráficas e editoriais, mas sempre mantendo o formato standard
Após 19 anos sendo publicada no Diário Popular, a coluna foi transformada em Caderno Propaganda & Marketing e passou a circular como suplemento dos jornais Gazeta Esportiva e Folha da Tarde – com o fim do jornal da empresa Folha da Manhã, substituído pelo Agora São Paulo, o Propaganda & Marketing, em 1999, deixou de ser caderno e passou a ter circulação independente. Em 2007, nova mudança: o jornal teve sua marca simplificada e passou a ser chamado de propmark. “Nesse caminho todo fizemos algumas mudanças para acompanhar o jornal que nos abrigava, mas eram mudanças menos arrojadas do que esta que estamos fazendo. Havia adaptações a cada jornal, mas todas eram do formato standard, o tradicional dos jornais na época. Com nossa independência, nós pudemos então ousar um pouco mais e demos mais cores ao jornal. Mas chega um momento que você tem de arriscar e, consultando muitas pessoas no mercado, chegamos a um detalhe que foi fundamental para ter um novo formato: a possibilidade de poder imprimir o jornal dentro de casa”, acrescenta.

Para dar início ao projeto, como lembra Ferrentini, a Editora Referência precisou investir em novo maquinário para sua gráfica, com a importação da Alemanha de uma impressora offset Heidelberg Speedmaster. A partir de agora, o jornal todo, desde o conteúdo até a impressão, passa a ser produzido dentro da casa – até a edição anterior, com data de capa 30 de novembro, a impressão era feita no Estadão.

“O consumo de notícias e informações cada vez maior via plataformas digitais, especialmente por meio dos smartphones, trouxe-nos um desafio nos últimos anos de levar para o impresso a beleza visual e a praticidade do mundo digital. O novo projeto vem ao encontro disso. A impressão em papel couche mantém no impresso o brilho e a nitidez característicos do online. Já o novo formato vai facilitar a leitura e o manuseio. É importante também dizer que a impressão na nossa gráfica vai trazer maior liberdade para a criação de novos projetos editoriais e comerciais. Mas, para tudo isso acontecer, era necessário adquirirmos mais uma impressora, o que se concretizou neste ano com a chegada em outubro da Heidelberg Speedmaster”, reforça Tiago Ferrentini, diretor-executivo da Editora Referência.

Fonte: ANJ

10/12/2015

Deixe seu comentário

Sobre

A Academia Brasileira de Marketing é uma iniciativa e propriedade intelectual do Madiamundomarketing, idealizada no final dos anos 90, e institucionalizada em março de 2004.

Parceiro

ABRAMARK

ABRAMARK
Drug Synthroid Online (Levothyroxine) is used for treating low thyroid hormone levels and certain types of goiters. Abilify (Aripiprazole) is used for treating agitation caused by schizophrenia or bipolar disorder, depression. Click to see full text here:
Acquistare Cialis here.
>