Duas crianças: Brandão e Tony

Duas crianças: Brandão e Tony

“A juventude é uma conquista da maturidade”.

Jean Cocteau

Não estou inventando. É matéria recente do jornal Valor, assinada pela Vanessa Adachi. Hoje, na cúpula do Itaú, passa-se o tempo discutindo a idade das pessoas e não suas competências.

Vanessa foi conversar com Candido Bracher, CEO do Itaú Unibanco. Bracher diz: “A única obra que tenho de inaugurar é deixar bons nomes para que o Conselho de Administração possa escolher meu sucessor”.

Como assim, Candido? Declaração cândida e singela demais para o CEO da maior instituição financeira privada do país. E aí a conversa envolvendo outros executivos do Itaú Unibanco vai se desenvolvendo. Parece mentira, ou coisa de comadre…

“Marcio Schettini, diretor-geral do varejo, é o nome mais lembrado para a sucessão pelo tempo de casa e experiência no cargo… mas já está com 54 anos e só ficaria na presidência por seis anos…”, Ou… E por aí vai. Nos últimos 100 anos, o ser humano ganhou 40 anos de vida. Nos próximos 100, com o Projeto Genoma Humano mais as conquistas do Crispr-Cas 9, no mínimo mais 40!

Se até fazia algum sentido as pessoas aposentarem-se compulsoriamente em torno dos 60 anos, agora não existe razão alguma. E até mesmo porque, lá atrás, a maioria morria antes…

Mais ainda, os tais de regulamentos ou compromissos das grandes corporações deveriam ser radicalmente revistos, e considerar-se, apenas, a capacidade física e mental de cada executivo, confrontada com seu desejo, vontade, energia e força para continuar no comando.

Ou seja, referenciar-se exclusiva e compulsoriamente na idade é de uma burrice monumental. Um crime contra a própria empresa. Bem fez Lázaro de Mello Brandão, que mandou os estatutos para o espaço e ficou no comando muitos e muitos anos depois da data limite. E hoje, com 92 anos completos, absolutamente lúcido e com energia necessária e suficiente, segue na presidência da Fundação Bradesco e da Cidade de Deus Participações.

Desde dois anos atrás decidimos dar fim a essa bobagem de gerações. Hoje só nos interessa a atitude que as pessoas têm em relação à vida, as novidades, a tecnologia, e a capacidade de aceitar e enfrentar desafios.

Na edição de 26 de outubro de 2016, da revista Fast Company, a jornalista Gina Pell deu fim à polêmica. Não existem cinco gerações, disse ela. Apenas duas. A dos perennials e a dos ephemerals.

Ou você, pela sua atitude é e participa – perennial –, não importa a idade que tenha, ou você não é, e nem mesmo está afim – ephemeral –, também não importa a idade que tenha. E aí decidiu tirar uma fotografia dos participantes da geração dos que decidiram seguir em frente, mergulhar de cabeça no futuro, lambuzarem-se na tecnologia, a dos perennials.

E quem apareceu na foto revelada? Adivinhem… Tony Bennett e Lady Gaga – 92 anos e 32 – 60 de diferença, mas rigorosamente a mesma atitude em relação à vida. E do lado de Tony Bennett, com a mesma idade, ele, Lázaro de Mello Brandão. Em verdade, “seo” Brandão é apenas um mês mais velho que Tony Bennett… Já pela atitude: duas crianças…

Vai continuar insistindo em medir, avaliar e validar as pessoas pela certidão de nascimento, pelo RG baixo, ou, e finalmente, pela maneira como se comportam, reagem e se relacionam com o novo?

Francisco Alberto Madia de Souza é consultor de marketing (famadia@madiamm.com.br)

Fonte: propmark

31/05/2019

Deixe seu comentário

Sobre

A Academia Brasileira de Marketing é uma iniciativa e propriedade intelectual do Madiamundomarketing, idealizada no final dos anos 90, e institucionalizada em março de 2004.

Parceiro

ABRAMARK

ABRAMARK
Drug Synthroid Online (Levothyroxine) is used for treating low thyroid hormone levels and certain types of goiters. Abilify (Aripiprazole) is used for treating agitation caused by schizophrenia or bipolar disorder, depression. Click to see full text here:
Acquistare Cialis here.
>