CEO da Gol promove reviravolta com redução gradativa do prejuízo

CEO da Gol promove reviravolta com redução gradativa do prejuízo

kakinoff1

30 dez. 2014|Por Cintia Esteves

Quando Paulo Kakinoff assumiu a presidência da Gol, em julho de 2012, os comentários no mercado eram de que a empresa poderia estar próxima da falência. Não era para menos. A companhia aérea fecharia aquele ano com prejuízo de R$ 1,5 bilhão, o maior desde o início de suas operações, em 2001. O executivo, apesar do pepino que tinha diante de si, estava preparado para assumir a bronca. Para ele, ter a chance de reverter o resultado negativo era extremamente estimulante.

No início, o que gerou certa insegurança em Kakinoff não foi o prejuízo bilionário à espera de uma solução, mas sim a mudança do perfil de seu cliente. Ele estava deixando a presidência da Audi, focada no mercado de luxo, para encarar a classe média. “Era um enorme desafio e fiquei na dúvida se seria capaz”, lembra. Mas a lição de casa estava feita. Por dois anos, Kakinoff havia sido membro do conselho de administração da Gol e já estava totalmente familiarizado com os negócios da companhia.

No ano que vem, o executivo entra na terceira (e última) fase do projeto de recuperação da empresa desenhado em 2012: gerar lucro. Ao que parece, ele tem conseguido se aproximar da meta. Em 2013, o prejuízo da Gol caiu pela metade, chegando a R$ 724 milhões. No segundo trimestre de 2014, resultado mais recente divulgado pela companhia, o prejuízo ficou em R$ 145 milhões, queda de quase 70% na comparação com o mesmo período de 2013.

Mas ele ainda não está contente. Por conta do aumento do preço do querosene de aviação, da desvalorização do real e da inflação, os custos da companhia aumentaram 20% de abril a junho deste ano na comparação com o mesmo trimestre de 2013. E o executivo quer reverter essa conta. “Trata-se de um aumento pontual, mas que está no nosso radar. Como companhia que se propõe a ter as menores tarifas do mercado, temos os custos como parte da nossa estrutura. É nossa coluna vertebral”, afirma.

Kakinoff tem 23 anos de carreira, sendo 18 deles em cargo executivo. Assumiu a presidência da Audi em 2009, aos 34 anos, e considera esse período como um dos mais desafiadores de sua trajetória profissional. “Peguei a fase de reposicionamento da marca. Entre 2007 e 2009, a montadora sofreu com a falta de produtos e enfrentou dificuldades com as concessionárias. A imagem da marca estava arranhada”, lembra.

Na Gol, ganhou a cadeira de CEO aos 37 anos. No momento, trabalha para fechar a segunda fase da recuperação da empresa: alcançar o que ele chama de fluxo de caixa livre. A ideia é conseguir um volume de lucro operacional que possibilite à companhia fazer frente às despesas financeiras sem ter que reduzir o caixa. “Cumpriremos a meta até o final do ano.” Na primeira fase do plano, concluída em 2013, a empresa promoveu uma redução do quadro de colaboradores, vendeu aeronaves com baixa eficiência, modificou a malha operacional e avançou na pontualidade de seus voos. Todas essas ações contribuíram para uma melhora no lucro operacional.

Hoje com 40 anos, ele relembra o que o fez chegar ao cargo de CEO tão jovem. “Foi fundamental ter identificado bem cedo, entre os 17 e 18 anos, a área em que eu queria trabalhar. Por conta dessa certeza, consegui me especializar”, afirma. Seu foco, desde o início da carreira, era atuar em empresas de alta tecnologia com grande volume de produção – no caso, a Volkswagen, onde começou como estagiário e depois a Audi do Brasil, que pertence ao grupo alemão – ou serviços, onde se encaixa a Gol.

Fonte: Forbes Brasil

Deixe seu comentário

Sobre

A Academia Brasileira de Marketing é uma iniciativa e propriedade intelectual do Madiamundomarketing, idealizada no final dos anos 90, e institucionalizada em março de 2004.

Parceiro

ABRAMARK

ABRAMARK
Drug Synthroid Online (Levothyroxine) is used for treating low thyroid hormone levels and certain types of goiters. Abilify (Aripiprazole) is used for treating agitation caused by schizophrenia or bipolar disorder, depression. Click to see full text here:
Acquistare Cialis here.
>